Todos juntos, salve a seleção que salvou Aécio Neves

Na votação que salvou o mandato de Aécio Neves, flagrado em gravação pedindo R$ 2 milhões a Joesley Batista, fato incontestável e reconhecido pelo próprio senador, ainda que com versão diferente, estiveram juntos Renan Calheiros, Romero Jucá, Jader Barbalho e outros de menor expressão, em companhia de Gilmar Mendes, Carmen Lúcia, Marco Aurélio, Toffoli, Levandowski e Alexandre Moraes. O discurso do paraense Barbalho, com elogios a Carmen Lúcia, emocionou colegas de infortúnio, que poderiam muito bem ser vítimas do “efeito Orloff”, “eu sou você amanhã”, agora certos de escaparão de qualquer degola que lhes poderia ser imposta pelo Supremo Tribunal Federal.

No Senado e na Câmara, integraram o acordão celebrado entre PMDB, PSDB e legendas laterais, com o propósito de rechaçar a denúncia contra Michel Temer, que mais uma vez escapa com seu mandato preservado.

Todos numa bela seleção, salve, salve, Brasil!

Deixe um comentário