Olá Amigos!

Mais estou aqui numa terça-feira, para a nossa conversar sobre esporte, embora estejamos vivendo com mais ênfase os festejos de Natal e de Ano Novo, deixando de lado o futebol, principalmente. Mas, mesmo assim, tratemos desse assunto que durante o ano todo ocupa as rodas de bate-papo de reuniões, aonde se juntem dois ou mais adeptos do futebol com a predominância para a Copa do Mundo que, a partir de Janeiro começa a ser a principal atração do mundo desportivo, empurrada pela expectativa do comportamento da Seleção Brasileira comandada por Tite. No futebol
local o ano iniciará cercado das expectativas do campeonato regional e, sobre tudo com as especulações de mudanças no comando futebol amazonense, que deve acontecer nas eleições da FAF…

Campeonato Amazonense:

O início será nos dias 20 e 21, com três partidas: Nacional x Manaus revivendo a final do título de 2017; São Raimundo x CDC Manicoré e Penarol x Rio Negro. Já a estreia de Fast e Princesa, em partida entre si, foi transferida em função do jogo da Copa Verde.

Sem dúvida alguma, a grande expectativa é o retorno do São Raimundo a série A. Plantel renovado, treinador novo, o Tufão que conquistou a vaga numa disputa acirrada contra CDC Manicoré, Cliper e Holanda, o time da Colina carrega sobre os ombros as esperanças de seus torcedores, na busca pelo lugar que já foi seu no cenário esportivo do Norte do País…

Tem ainda a Copa Verde, e a Copa do Brasil esta com Manaus e Nacional defendendo o nosso futebol lagando as disputas contra CSA de Alagoas e a Ponte Preta de Campinas…

Joaquim Alencar e a FAF:

Em meio à grande expectativa do futebol amazonense, em ano de Coa do Mundo, muito se comenta que as mudanças devem vir a partir do comando da Federação Amazonense de Futebol que há muito tempo é dirigida por Dissica Valério Thomaz que para a maioria se desgastou, levando consigo a derrocada do futebol que vive à míngua e sem seus caracteres de outrora.

E, quem seria o homem capaz de assumir os destinos de nossa mentora e dar início ao recomeço de tudo?

Há pouco tempo surgiu o nome de um velho conhecido: ex-goleiro de futebol (não progrediu) e empresário de grande sucesso no cenário esportivo no Amazonas, no Brasil e até no exterior, sendo marcado no nosso Estado com a empreitada que culminou com a vinda do Cosmos de Nova Iorque que lotou o Vivaldão.

Além disso empresariou vários jogadores, craques como Jairzinho, dentre outros.

Já conversamos sobre suas metas que me parecem boas e revolucionárias, entre as quais: o fortalecimento dos clubes
profissionais através de patrocinadores sólidos, importação de grandes jogadores, pelo dois para cada clube; incentivo as categorias básicas com a contratação de especialistas na formação de atletas, além de investimentos que culminem com apoio sólido da CBF.

Além do mais, Alencar conta com o apoio de pessoas de alto gabarito e empresários de todos os níveis.

Copa do Mundo e o mercado da bola:

Enquanto isso, começamos a viver os momentos que antecedem a Coa do Mundo da Rússia com o Brasil ultimando os preparativos da Seleção sob comando de Tite que, para distrair vem participando como jogador, de partidas homenagens ao lado de craques do passado, como o realizado em Chapecó e esta semana ele vai dirigir o time de Zico no jogo das estrelas…

Só restam dois amistosos preparativos para a Copa, um dos quais a Alemanha com quem, provavelmente nos encontraremos na Rússia..

Como profissional do esporte no rádio e na televisão, confio muito na Seleção Brasileira quem sua base formada já tendo apresentado resultados satisfatórios, ms que ainda carece de pequenos acertos.

E, segundo Tite esses acertos virão até o início do Torneio, assegurando, inclusive, que pelo menos oito jogadores, entre os quais Ernanes, do São Paulo e Diego, do Flamengo.

Amigos, por hoje é só! Fiquemos na expectativa pelo que nos trará o ano de 2018 que, acima de tudo, é um ano de eleições em todos os níveis, incluindo Presidente da República!

Que o ano que se aproxima nos traga vida nova e que o Brasil se reencontre depois de ter experimentado as mais desastrosas consequências, fruto do império da corrupção que assolou o País.

Deixe um comentário