Eduardo Cunha, “um banco de corrupção de políticos”

Segundo o doleiro, operador financeiro e delator Lúcio Funaro, “Eduardo (Cunha) funcionava como se fosse um banco de corrupção de políticos, ou seja, todo mundo que precisava de recursos pedia para ele, e ele cedia. Em troca mandava no mandato do cara”. “Não precisava nem ir atrás de ninguém, fazia fila de gente atrás dele.”

Deixe um comentário