Cúmulo da hipocrisia

Antes Lula da Silva advogava a necessidade premente de reformas na legislação trabalhista e na Previdência e agora o ex-presidente defende a greve geral convocada por movimentos sociais e afirma que a reforma trabalhista que tramita no Congresso Nacional é “volta à escravidão”.

“Essa gente quer voltar ao tempo da escravidão, ao tempo de antes de Getúlio Vargas”, disse o líder do PT, em entrevista à “Rádio Guaíba”, de Porto Alegre.

Para Lula, a paralisação desta sexta contra as reformas trabalhista e da Previdência do governo Michel Temer pode servir como pressão sobre deputados e senadores, de forma a recuarem.

“É uma greve que pode fazer com o que Congresso mude de comportamento”, frisou. “É uma greve histórica que acontece no Brasil.” Lula, entretanto, não poupou os congressistas, dizendo que “a sensibilidade política dessa gente é zero” e acusando-os de terem comandado um “golpe na Dilma [Rousseff]”.

É o cúmulo da hipocrisia.

Deixe um comentário