Arthur reaparece e leva no deboche o juiz Sérgio Moro

O prefeito até que enfim reapareceu em Brasília, durante encontro da Frente Nacional de Prefeitos com a presidente do Supremo Tribunal Federal – STF, ministra Cármen Lúcia.

Em entrevista ao site BNC, quando indagado se também estaria no STF para tratar do fato de ter seu nome relacionado em um dos depoimentos de executivos da Odebrecht, com o apelido de Kimono, levou Sérgio Moro no deboche, ao dizer que chorará pelo magistrado todas as noites antes de rezar, caso fique comprovada a acusação de que o juiz recebe supersalário.

Não é essa a resposta correta e desejável, uma vez que a relação de pagamentos de propinas não foi elaborada por Sérgio Moro, que sobre ela não tem a menor responsabilidade. No caso, o prefeito deve reportar-se diretamente ao delator da Odebrecht, que incluiu seu nome na lista, com explicações razoáveis e críveis que possam espanar qualquer dúvida a respeito dos recursos que recebeu da empresa.

É o que a população de Manaus espera e exige do prefeito que reelegeu recentemente, apenas e tão somente.

Deixe um comentário