Acredite se quiser, Bolsonaro agora já defende a democracia e a Constituição

Jair Bolsonaro, que passou a vida toda e o mandato de deputado federal pregando a intervenção e o golpe militar, agora defende a democracia e o respeito à Constituição.

Ele, que sempre disse que em seu governo teria mais de 50% de ministros militares, agora anuncia que trabalhará com civis em maior número.

Como se vê, as declarações do radical Bolsonaro tem o mesmo mau cheiro da Carta aos Brasileiros, subscrita e apresentada por Lula quando de sua primeira eleição vitoriosa como candidato a presidente da República. É impressionante como eles se parecem, como todo extremista, de centro, de direita ou de esquerda.

É a velha e abissal distância entre o discurso e a prática na política brasileira. Bem, quem quiser que acredite, eu jamais entrarei nessa, dourada ou não a pílula.

 

 

Deixe um comentário