Talento e genialidade

“Talento é acertar um alvo que ninguém acerta. Genialidade é acertar um alvo que ninguém vê” Arthur Schopenhauer.

A JUSTIÇA DO TRABALHO E O DIREITO DO TRABALHO DIANTE DE DESAFIOS HISTÓRICOS – SEGUNDA PARTE

No artigo anterior, publicado neste espaço, iniciei a formatação (usando uma linguagem moderna) de reflexões sintéticas da história da Justiça do Trabalho e do direito do trabalho, que  conviveram e convivem juntos na nossa legislação social, para o  bem da classe operária, pela proteção dos seus direitos sociais, e para o mal daqueles maus patrões […]

Olá amigos!

Nesta nossa primeira conversa de 2018, um novo ano, vamos tratar de um assunto que muito representa para o Amazonas e que para muitos, pela sua péssima gestão, tem sido a causa da derrocada do futebol amazonense como um todo: a administração da Federação Amazonense de Futebol, em todas as suas categorias e cuja redenção […]

Do Cony na coluna do Ancelmo Gois, hoje em O Globo

No mais Cony deixou uma importante obra literária, mas também é autor de algumas frases geniais como a que descreve o comportamento de muita gente nas redes sociais. — Eu sempre achei que existia muito idiota no mundo. E a internet veio provar que eu tinha razão. Faz sentido.

ZFM, prioridades segundo Jaime Benchimol

No último artigo de 2017 – “ZFM, obrigatória diversificação do PIM” -, observo que o modelo pode ser considerado bem-sucedido, afastado, porém, da economia interiorana. Diferentemente de Minas Gerais, Santa Catarina, Paraná, Campina Grande, PB, Pernambuco, Pará, não mencionando S. Paulo. São estados que investem acima da média em parques tecnológicos e cadeias produtivas que […]

Ainda há tempo? – Fernando Henrique Cardoso

Convém reconhecer que o ano de 2017 mostrou que não dá para ter certeza de que os riscos da guerra e do irracional não prevaleçam em 2018 Começo de ano. A praxe indica que nestas ocasiões é melhor expressar os desejos de um próximo ano melhor e lastimar o que de ruim houve no anterior, […]

AINDA HÁ TEMPO? – Fernando Henrique Cardoso

Convém reconhecer que o ano de 2017 mostrou que não dá para ter certeza de que os riscos da guerra e do irracional não prevaleçam em 2018 Começo de ano. A praxe indica que nestas ocasiões é melhor expressar os desejos de um próximo ano melhor e lastimar o que de ruim houve no anterior, […]